Como já havia dito, nossa vida não se baseia apenas em estudar e trabalhar. Precisamos entender de outros assuntos que nem sempre se encaixam nesses dois universos, principalmente quando não queremos ser um estranho no ninho, mas sim uma pessoa normal que consegue interagir com outras abordando assuntos diversos.

O melhor momento para se inteirar desses assuntos é quando temos um tempo livre. Mas que fique claro, que isso não pode ser algo obrigatório. A intenção não é saber coisas diferentes para causar uma boa impressão e sim aproveitar o tempo livre para fazer algo que lhe dê prazer e o desligue da vida estressante no qual obrigatoriamente somos inseridos.

Cada pessoa aproveita o seu tempo livre da melhor maneira. Algumas simplesmente passam o dia navegando na internet procurando por qualquer assunto que lhe chame a atenção, outras já focam em algo manual, como pesca, artesanato ou leitura. Não importa o tipo de hobby que você preferir, desde que lhe propicie bons momentos de lazer e descanso mental.

Já ouviu dizer que todos nós temos um dom? Geralmente podem ser mais bem percebidos na infância, por isso é de extrema importância que as crianças sejam inseridas nesse mundo desde cedo podendo assim auxiliar na sua evolução pessoal e até profissional. Muitas delas não sabem ao certo do que gostam e é neste momento que os pais ou parentes mais próximos devem entrar em ação, talvez apresentando o próprio hobby como meio de incentivo. Porém deve-se tomar cuidado nessa hora, pois muitas crianças acabam fazendo algo que os pais gostam e não elas, tornando-os futuramente adultos frustrados e sem objetivos.

Tipos de Hobbies

Há vários tipos de hobbies, desde aqueles que se pode praticar sozinho a coletivos. Andar de bicicleta, por exemplo, pode ser muito prazeroso sozinho embora muitos prefiram realizá-la em grupo. Pescar também pode ser mais interessante acompanhado de amigos e boa música, enquanto ler um livro pode ser melhor no conforto do seu quarto e em profundo silêncio. A escolha depende da característica de cada indivíduo.

Um hobby não precisa ser necessariamente um passa tempo, mas também uma forma de negócio. Quem não gostaria de trabalhar com algo que faz por prazer e ainda ser pago por isso? É um caso a se pensar, porém não deve ser a prioridade.

Um aspecto importante também a se considerar é compartilhar com outras pessoas o seu hobby, assim além de incentivar você também pode aprender novas técnicas e adotar novas idéias. Afinal, conhecimento é sempre válido.

Portanto, pare e pense: Como você aproveita seu tempo livre? Lembre-se que a questão é aproveitar e não desperdiçar. Existe uma grande diferença entre essas duas palavras.

Share

Deixe uma resposta