Anteriormente falamos sobre como procurar por empregos e como fazê-lo de forma correta, porém há um detalhe muito importante a ser considerado nessa hora, que é a qualidade do currículo que está sendo apresentado.

A maior dúvida de quem procura por um emprego é saber se seu currículo obedece aos critérios exigidos pelos recrutadores e isso não inclui ter um currículo recheado de cursos e experiências, mas sim se são compatíveis com o objetivo atual. A falta ou o excesso de informações podem condenar seu currículo mesmo se tratando de um bom profissional. Por isso é necessário se atentar as novas exigências do mercado e adequar seu currículo a isso.

Mas aí vem a perguntar: o que os recrutadores procuram no meu currículo? Se você consultar 100 profissionais da área, cada um lhe dará uma dica diferente, principalmente se tratando do novo modelo apresentado ultimamente, com cores e formas, informações diretas e tudo em uma única página. Mas algumas informações são tão importantes e essenciais que fará muita lógica colocar em seu currículo. Seguem abaixo algumas dessas dicas:

Dica 1: Título

Não é necessário colocar o famoso “Curriculum Vitae” como título. Trata-se de uma informação ultrapassada. A primeira coisa que deve ser vista no currículo é o nome do profissional.

Dica 2: Dados Pessoais

Essas são as primeiras informações que devem constar no seu currículo. Nome completo, idade, estado civil, endereço, telefones para contato e email. Nunca coloque data de nascimento e sim a idade, pois o recrutador não precisa e não quer perder tempo fazendo cálculos nesse momento. E ao colocar seu email, certifique-se que este é totalmente profissional e não do tipo alinegatinha@exemple.com, se necessário crie outro só para essa finalidade. É dispensável número de documentos pessoais, como CPF e RG.

Alguns recrutadores aconselham acrescentar a quantidade de filhos, CNH e o conselho de classe em que são inscritos quando pertinente.

Dica 3: Objetivo

Se seu foco é trabalhar na área de TI escreva em uma frase curta, de forma clara e direta que essa é sua posição de interesse. Não cite vários objetivos, principalmente se esses são em áreas distintas. Foque no principal e construa seu currículo com base nele.

 Dica 4: Formação Acadêmica

Neste tópico deve-se colocar a última formação profissional acompanhado do nome da instituição e ano de conclusão. Profissionais com graduação, por exemplo, não precisam citar que possuem ensino médio, sendo isso óbvio. Quando houver mais de uma formação e estes são em áreas diferentes, convém citar apenas a pertinente ao cargo.

 Dica 5: Cursos de Qualificação

Sempre com base no seu objetivo. Coloque apenas os cursos que valorizam a posição pretendida. Junto ao nome do curso coloque o nome da instituição, carga horária e ano de realização.

Dica 6: Informática e Idiomas

Alguns cursos são essenciais em qualquer currículo. Um deles é o conhecimento, mesmo que básico em informática, como navegar na web, gerenciar email e domínio em programas da Microsoft Office. Classifique-os em nível básico, intermediário e avançado.

O mesmo deve ser feito para Idiomas. Cite todas as línguas que você possui conhecimento e cuidado na hora de classificá-los quanto ao nível e competências como escrita, leitura e fala. Mentir que é fluente em uma língua pode te colocar em maus lençóis no momento da entrevista.

Dica 7: Experiência Profissional

Coloque as três últimas experiências profissionais iniciando pelo mais atual. Cite o nome da empresa, o cargo que ocupava e o período em que trabalhou, sendo mês e ano. Além disso, faça uma breve descrição das atividades realizadas em cada cargo. Não convém citar experiências mais antigas e que não possuem relação com o cargo.

Outras Dicas:

Cuidado com a fonte e tamanho utilizado no texto. Dê preferência a fonte Arial ou Times New Roman, tamanho 12. E não abuse das cores.

No currículo não é necessário assinatura e foto do profissional. Foto só deve ser enviada caso seja requisitado pela empresa. O mesmo equivale para pretensão salarial.

Trabalhos voluntários, intercâmbios e outras atividades que acrescentem valor ao currículo devem ser mencionados como informações adicionais.

Por último, atualize seu currículo. Tenha em mente que este sempre pode ficar melhor. Então foque no seu objetivo e trabalhe em cima dele. Pesquise sobre a profissão pretendida e adquira mais conhecimentos nela. E se tiver dúvidas sobre a construção do currículo entre em contato com pessoas da área e peça ajuda.

Share

Deixe uma resposta