O que há de errado nos Processos Seletivos?

Desde que me tornei membro do LinkedIn observo publicações referente a processos seletivos, sendo a maioria delas reclamações por parte dos candidatos a vaga de emprego.

Todos nós já passamos por um processo seletivo mal conduzido e temos histórias as vezes inacreditáveis. Eu mesma, todo dia me surpreendo com departamentos de Recursos Humanos e agências de Recrutamento. Falta de feedback, vagas pouco detalhadas, recrutadores despreparados e até falta de educação por parte dos mesmos são apenas alguns dos diversos problemas relatados por mim e demais profissionais. Alguns anos atrás, por exemplo passei por dois processos seletivos que guardarei pelo resto da vida. Duas empresas mundialmente conhecidas, onde chamaremos aqui de empresa “A” e empresa “B”.

A empresa “A” realizou seu processo seletivo através de uma agência especializada em recrutamento enquanto a empresa “B” conduziu todo o processo pelo departamento de recursos humanos e direção da mesma. Em ambos os processos haviam em torno de 30 pessoas presentes, sendo químicos, biólogos e farmacêuticos graduados e pós-graduados, de várias regiões do país, concorrendo a mesma vaga. Foram realizadas dinâmicas em grupo, apresentações e entrevistas individuais, além de provas escritas.

A empresa “A”, depois de um dia inteiro de processo não selecionou ninguém. Pediram desculpas e informaram no final do dia que as cinco vagas ofertadas já haviam sido preenchidas no dia anterior, mas que todos entrariam no banco de dados da empresa para futuras vagas. Segundo a agência a empresa queria profissionais com experiência em indústria e os trinta presentes não haviam esse quesito. Nesse caso fica a pergunta: Por que nos chamaram para entrevista se já sabiam que não seríamos selecionados? Será que a culpa do cancelamento inesperado do processo foi da agência ou da empresa “A”?

A empresa “B”, também levou o dia todo para realizar o processo e fiquei entre as finalistas. Detalhe que eu era recém-formada e os outros três finalistas já possuíam uma vasta experiência na área. Embora tenha sido muito bem tratada pela coordenação de recursos humanos, fui extremamente desrespeitada pelo suposto coordenador regional da empresa. Durante a entrevista o mesmo mal me olhava e pouco prestava atenção nas respostas referente a suas perguntas e para finalizar disse que eu possuía muito conhecimento, mas que para a vaga até um servente de pedreiro faria com perfeição. Agora a pergunta da vez: Se a vaga era tão inferior por que exigir pessoas com vasta experiência e nível superior? Outro detalhe é que eu não era moradora da cidade, mas possuía disponibilidade de mudança imediata, porém a empresa não queria profissionais de outras regiões. Faço a segunda pergunta: Por que me chamaram para a entrevista se eu não passava no quesito mais básico da vaga?

Essas e outras perguntas são muitas das dúvidas que nós profissionais temos ao realizar um processo seletivo e acredito que talvez nunca teremos as respostas. Mas o que quero com tudo isso é dizer: NÃO VAMOS GENERALIZAR TODOS OS PROFISSIONAIS DE RECURSOS HUMANOS! Tenho certeza que todos nós também já passamos por processos seletivos de alta qualidade conduzidos por pessoas excelentes. Nem sempre a culpa é do RH! Concordo que há muito a ser corrigido, e o maior problema talvez seja a falta de comunicação, seja Agência de Empregos/Empresa Contratante, Departamento de RH/Empresa Contratante, Agência ou Departamento de RH /Candidato.

De uma coisa tenho certeza, aprendi com todas as entrevistas que já fiz, mesmo as classificadas como ruins. Por exemplo, aprendi a me impor e a me valorizar mais como profissional, pois conheço meus limites e sei da minha capacidade para realizar determinado trabalho. E além de tudo aprendi que comunicação é a essência de tudo. Procure saber mais sobre a vaga e a empresa, e se não se sentiu bem com a entrevista ou não concorda com o resultado da mesma, seja sincero e mantenha o bom senso, principalmente se viu algo errado. Acredito que nos faltam atitudes perante as más ações.

 

Share

Deixe uma resposta

Orgulhosamente feito com WordPress | Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑